Desperta, tu que dormes.

Campina Grande, 17 de abril de 2017  ·  Escrito por Grupo Vida

Mansuêto Vieira

Pastor da Igreja em Fortaleza-CE

Desperta, tu que dormes.

A base do meu texto é uma comparação entre crentes que já dormem no Senhor – ou seja, que já partiram para glória, e estão esperando o dia de ressuscitarem em seus corpos glorificados – e crentes que, mesmo vivos no Senhor, dormem nesta vida. Estes estão andando como meros homens naturais, mesmo já tendo nascido de novo.

I Coríntios 11 nos mostra coisas importantes. Primeiro, que os coríntios foram louvados por guardarem a tradição, ou seja, o ensino na forma tal qual Paulo os havia entregue (v.2). Segundo, que os coríntios não mereciam louvor no tocante às suas reuniões para partirem o pão (v.17). Assim, precisamos observar a condição do trato de um irmão para como o outro.

Se a pessoa não reconhece que tem mágoa, rancor, até mesmo ódio contra um irmão; e se essa pessoa não julga a condição do coração de estar indiferente para com o irmão, participando da Ceia, está fazendo isso indignamente.

O primeiro tipo de pessoa que dorme no Senhor são aqueles que morrem prematuramente, por não se examinarem para arrependimento. Não exatamente de pecados visíveis, mas quanto àquilo que guardam em seus corações, contra um irmão. “Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice.”

Acerca do segundo tipo de pessoa que dorme no Senhor, veja 1 Ts 4:13-18, que fala acerca dos irmãos que morreram na esperança do arrebatamento, que morreram em Cristo, não exatamente pelo motivo de negligenciar a unidade cristã.

Em Efésios 5:6-17. vemos o cuidado que cada um deve ter diante das palavras daqueles que tentam afastar alguns do reto caminho do Senhor.

“…éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; ” (v.8)

“…o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade” (v.9)

“Aprovando o que é agradável ao Senhor.” (v.10)

“…vede prudentemente como andais…” (v.15)

“Remindo o tempo…” (v.16)

“…não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.” (v.17)

Em meio aos quais, está o versículo áureo da mensagem:

Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá.” (v.14)

Não viva uma vida na rotina, na mesmice, alheia às orientações do Espírito Santo.Dormir, acordar, comer, trabalhar, dormir, acordar, comer, trabalhar,…, esse é tipo de vida ao qual muitos se encontram, inclusive crentes, nascidos de novos, mas que estão andando conforme o fluxo do mundo.

Quem está dormindo não percebe a luz que está ao seu redor.

Desperta, ó tu que dormes!

Comentários