Chamados para a Oração – Por: João Roberto

Campina Grande, 29 de maio de 2017  ·  Escrito por Grupo Vida

Chamados para a Oração

Por: João Roberto

O Deus deste mundo cegou o entendimento de qualquer um que esteja sem vigiar e orar. Existem muitos crentes alheios a vida e o entendimento dos conselhos de Deus. Em 2Timóteo 3.1, o apóstolo Paulo diz: Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis”. Nós temos enfrentado esses dias na nossa geração, dias de pessoas egoístas. Pesquisas americanas recentes, apontam que os cristãos da atualidade não tem orado 15 minutos por dia.

Então eu lhes pergunto: “Onde nós iremos como Igreja, com essa realidade em nossas vidas? Como teremos forças para vencer este presente século?” Jesus olhou para seus discípulos e perguntou–lhes: “Nem sequer uma hora podeis orar comigo, isso nos dá uma noção do que Jesus nos sugere como tempo eficaz para oração”.

O problema não está em Deus. As promessas dEle continuam valendo, mas nós não temos tido seriedade com a vida oração. Os milagres de Deus eram frequentemente manifestados através de Jesus. Se os intervalos das manifestações de Deus na sua vida, estão muito distantes um dos outros, é porque o problema está em você. Precisamos apresentar um descontentamento com isto, porque Deus quer fazer mais em nossas vidas, Ele é o mais interessado. De outro modo, Ele não nos mandaria anunciar as Boas Novas do Evangelho.

Se Deus organizou uma comunhão diária conosco, porque nós estabelecemos apenas semanais. Se Deus é bom, se Ele quer o nosso bem, porque nos recusamos a estar em comunhão com Ele? Um mínimo de sabedoria apreciaria esta disponibilidade de Deus. Mas as distrações têm tomado nosso tempo e Deus tem se tornado secundário em nossas vidas.

A presença de Deus é disponível, mas ela precisa estar manifesta. E este despertar para a oração é necessário para a presença de Deus se manifestar. Esta presença traz a cura, a provisão, os livramentos. Não existem grupos de pessoas chamadas para orar, mas todos os cristãos foram chamados a uma vida de oração.

Comentários